5 DOCUMENTÁRIOS NÃO ÓBVIOS PARA APAIXONADOS POR FOTOGRAFIA

Arte que mistura linhas poéticas, documentais ou denunciativas, a fotografia é tema principal de produções audiovisuais que buscam mostrar os lados mais profissionais dos cliques. Mas mesmo para quem tem o costume de caçar mais sobre captações de imagens, existem documentários não óbvios que podem surpreender, ensinando detalhes para amadores e abordando desde a resistência à opressão até a realidade de fotógrafos cegos, provando que a fotografia é uma arte universal, emocionante e desafiadora.

A fotografia nos encanta desde os primórdios do século XIX. De lá para cá, avançou imensamente em tecnologia, conceitos e deixou de ser mero registro de retratos para virar uma arte a ser admirada. Por isto, como todo bom fotógrafo sabe, o trabalho depende mais de um olhar aguçado do que de qualquer equipamento.

Podendo ser sentimental, documental e denunciadora, a fotografia mistura lados poéticos e históricos que podem, inclusive, inspirar em diversas outras artes e profissões, como é o caso de músicos, jornalistas e, até, advogados, por exemplo.

Resultado de imagem para camera gif

Existem diversos documentários que abordam essas muitas variantes da arte imagética, indo desde a técnica até as dificuldades encontradas pelo ambiente. O NÃO ÓBVIO garimpou cinco dessas produções valiosas para quem é apaixonado pela tema ou quer conhecer mais sobre esse mundo. Confira:

1. Visages Villages

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é linha-4-1024x5.png
Foto: Reprodução

Agnès Varda, nome de peso para o cinema, dirigiu o documentário Visages Villages com JR, um fotógrafo e criador de galerias ao ar livre. Os dois uniram o que tinham em comum: a paixão por imagens e o questionamento em como elas são compartilhadas.

Os produtores viajaram a bordo de um caminhão fotográfico por várias regiões da França, recolhendo histórias e fotografando as pessoas que encontraram.

Infelizmente, Agnès Varda faleceu recentemente, mas deixou um acervo de obras cinematográficas inspiradoras e a produção é apenas uma pequena amostra do seu trabalho.

O documentário foi indicado ao Oscar de Melhor Documentário em 2017.

Ano: 2017
Duração: 1h34
Disponível em:NOW

2. Annie Leibovitz – A Vida Através das Lentes

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é linha-4-1024x5.png
Foto: Reprodução

Annie Leibovitz é um dos nomes mais famosos na fotografia e traz um trabalho diverso, que incluem fotografias icônicas desde a de John Lennon e Yoko Ono em posição fetal até cliques de combates em zonas de guerra.

O documentário que leva o nome da profissional, dirigido por sua irmã mais nova, Barbara Leibovitz, aborda os aspectos da fotografia de Annie, enquanto apresenta também a relação da fotógrafa com a escritora e ativista Susan Sontag.

Ano: 2007
Duração: 1h20, aproximadamente
Disponível em: YouTube

3. Luz Escura – A Arte dos Fotógrafos Cegos

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é linha-4-1024x5.png
Foto: Reprodução

Como ser um fotógrafo que não pode enxergar? O curta da HBO mostra que a arte de captar momentos e imagens é acessível a todos e depende mais da sensibilidade e da mensagem a ser passada do que de técnicas endurecidas.

Através de depoimentos de três fotógrafos cegos: Peter Eckert, Henry Butler e Bruce Hall, o documentário, dirigido por Neil Leifer, aborda como os três profissionais criam artes, como capturam e como as pessoas que podem enxergar literalmente apreciam seus trabalhos para além do literal.

Clique abaixo para assistir ao trailer (ou clique na palavra Trailer, abaixo do vídeo):

Ano: 2009
Duração: 30 minutos
Disponível: HBO GO

4. A Cidade dos Fotógrafos

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é linha-4-1024x5.png
Foto meramente ilustrativa: Unsplhash/Divulgações

O Chile, assim como o Brasil e outros países da América do Sul, sofreu com uma ditadura durante os anos 1970. Comandada por Augusto Pinochet, o regime ditatorial durou 17 anos. O documentário conta a história de um grupo de fotojornalistas que viveu durante o período, fotografando e denunciando as violações dos direitos humanos que a ditadura de Pinochet cometia e ilustrando o presente dessas pessoas.

Muitos dos profissionais sofreram com a tortura e a censura, enquanto outros foram assassinados. O filme, dirigido por Sebastián Moreno, mostra como as imagens captadas pelos fotógrafos foram importantes não somente para a época, mas também posteriormente, servindo como evidências para as vítimas da ditadura utilizarem para comprovar os crimes cometidos na época e buscar justiça.

Ano: 2006
Duração: 1h20, aproximadamente.
Disponível em: YouTube

5. O Sal da Terra

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é linha-4-1024x5.png
Foto: Reprodução

Quem não conhece Sebastião Salgado? O famoso fotógrafo brasileiro é o tema do documentário O Sal da Terra, em que um pouco de sua história e trajetória são contados, enquanto é apresentado também seu projeto Gênesis, que busca registrar comunidades, civilizações e regiões do planeta.

Pelas temáticas que circundam a obra, diversas problemáticas mundiais são apresentadas em tons críticos e denunciativos, assim como as imagens de Salgado buscam fazer.

Para quem tem o costume de caçar documentários sobre o tema ou, até, para aqueles que costumam acompanhar as edições do Oscar, talvez esta indicação não seja tão não óbvia assim.

Mas, para quem não costume de pesquisar sobre o tema e não tinha ciência da produção, a dica traz visões não óbvias sobre a própria fotografia e, por isto, está inclusa.

Sendo, sem dúvidas, o mais conhecido da lista, o filme é dirigido pelo alemão Win Wenders e co-dirigido pelo filho de Salgado, Juliano Ribeiro Salgado. A produção foi indicada ao Oscar de Melhor Documentário em 2015.

Ano: 2014
Duração: 1h50
Disponível em: NOW

EXTRA! Para quem quer navegar na Netflix, existe a opção de conferir a série documental Tales by Light, que é australiana e prossegue sendo exibida na National Geographic.

A ideia da produção é a de apresentar profissionais autônomos que viajam para lugares esmos, em busca de fotos representativas da natureza em meio aos seus perigos e belezas.

Autor: Catarina Barbosa • @catarinapbarbosa

Catarina Barbosa é jornalista, fotógrafa e já rodou por alguns lugares do mundo. Amante de café e nerd assumida, quer ter uma prateleira lotada de funkos.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR: